COTAÇÃO DE 17/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2820

VENDA: R$5,2820

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4500

EURO

COMPRA: R$6,2293

VENDA: R$6,2322

OURO NY

U$1.754,86

OURO BM&F (g)

R$298,96 (g)

BOVESPA

-2,07

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa
Crédito: Charles Silva Duarte/Arquivo DC
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Após sucessivos avanços nas vendas, o setor de veículos em Minas Gerais e na capital mineira viu os seus números apresentarem altas menos significativas em outubro na comparação com setembro.

No Estado, as comercializações aumentaram 0,30%, passando de 54.545 unidades para 54.706 unidades. Já em Belo Horizonte, o incremento foi de 0,62% (de 35.078 unidades para 35.297 unidades).

PUBLICIDADE

Os dados foram divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Apesar dos diversos avanços registrados ao longo dos últimos meses, alguns passando até mesmo dos 80%, como foi o caso das comercializações de veículos em Belo Horizonte em junho na comparação com maio, os números ainda são negativos quando se observa o acumulado do ano.

Isso porque o segmento viu as vendas despencarem no início da pandemia da Covid-19, quando as medidas de isolamento social, adotadas como forma de ajudar a combater a doença, eram mais intensas. Para se ter uma ideia, no último mês de abril, na comparação com março, por exemplo, a queda chegou a 70,87% na capital mineira e a 61,49% no Estado.

Nesse cenário, segundo os dados divulgados pela Fenabrave, o acumulado do ano, de janeiro a outubro, quando foram comercializados 390.111 veículos, ainda registra uma retração em Minas Gerais de 33,38% na comparação com o mesmo período do ano passado (585.544 veículos vendidos) e de 12,36% em outubro quando se observa igual mês do ano passado (62.424 unidades vendidas).

Em Belo Horizonte, respectivamente, as quedas foram de 40,65% (236.724 veículos em 2020 frente a 398.847 em 2019) e 15,79%, com 41.193 veículos vendidos em outubro do ano passado.

Por setores – Ainda de acordo com os dados que foram divulgados pela Fenabrave, o maior aumento nas vendas em Belo Horizonte na comparação entre outubro e setembro foi o registrado no segmento de ônibus, com incremento de 103,13% e 65 comercializações. Posteriormente, vêm a categoria outros, que apresentou alta de 26,44% e 110 vendas.

Nessa mesma base de comparação, ainda apresentaram aumento a categoria de caminhão (3,21% e 161 vendas) e a de automóveis (1,57% e 27.891 vendas).

Já do lado das quedas ficaram implemento rodoviário (-41,67% e 7 vendas), moto (-6,72% e 1.291 vendas) e comercial leve (-2,93% e 5.772 vendas).

Em Minas Gerais, por sua vez, ao contrário da capital mineira, a alta mais representativa foi registrada na categoria de implemento rodoviário (18,48% e 545 vendas). Logo depois vêm ônibus (10,77% e 216 vendas), caminhão (8,67% e 915 vendas) e automóveis (1,38% e 34,753 vendas).

Por outro lado, o maior recuo foi em outros (-7,34% e 1.805 vendas), seguido por comercial leve (-3,66% e 8.607 vendas) e moto (-0,28% e 7.865 vendas).

Setor tem resultado positivo no Brasil

São Paulo – Os emplacamentos de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus no Brasil subiram 3,5% em outubro, ante setembro, para 215 mil unidades, sexta alta consecutiva e melhor desempenho no ano, informou ontem a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Na comparação com outubro do ano passado, porém, as vendas recuaram 15%, acumulando queda de 30,4% este ano.

“O mercado vem, gradativamente, retomando bons patamares de venda. Ainda que com o mesmo número de dias úteis (21) de setembro, em outubro tivemos o maior volume de emplacamentos de 2020”, disse o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, em comunicado à imprensa.

“O mês de outubro é, até o momento, o que registra o recorde do ano. Isso reforça a nossa expectativa de retomada para o mercado de automóveis e comerciais leves. Notamos que os clientes estão mais confiantes e tomando a decisão de compra, que é facilitada pela maior oferta de crédito”, disse Assumpção Júnior.

O mercado de caminhões teve crescimento de 7,8% nas vendas de outubro ante setembro, para 7.967 unidades, enquanto o de ônibus apurou salto de 19,9% na mesma comparação, para 1.842 veículos. “Até agora, grande parte do volume vendido ainda se deve ao Programa Caminho da Escola, do governo federal”, disse o presidente da Fenabrave. (Reuters)

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!