COTAÇÃO DE 29/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6090

VENDA: R$5,6100

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6470

VENDA: R$5,7730

EURO

COMPRA: R$6,3216

VENDA: R$6,3229

OURO NY

U$1.783,43

OURO BM&F (g)

R$322,48 (g)

BOVESPA

+0,58

POUPANÇA

0,4412%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Finanças

Intervenções não têm relação com inflação, afirma Campos Neto

COMPARTILHE

Para presidente do BC, política monetária se faz com juro | Crédito: Amanda Perobelli / Reuters

Brasília – O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse que é equivocada a visão de que intervenções no câmbio feitas pela autoridade monetária em dias em que o real está apreciando estariam ligadas ao cenário inflacionário.

“Gostaria de deixar bem claro que nós entendemos que o efeito que o câmbio traz para nós é o efeito inflacionário através dos canais, a gente tem olhado isso há bastante tempo”, disse em entrevista à imprensa.

PUBLICIDADE

“Acreditamos no princípio da separação, ou seja, política monetária se faz com juro, câmbio é flutuante, e temos uma parte macroprudencial para a estabilidade financeira”, completou.

Ele explicou que, quando vai atuar no câmbio para sanar alguma disfuncionalidade, o BC calcula o volume necessário da intervenção e por vezes divide as atuações ao longo de dias.

“Ao menos que tenha uma mudança muito grande no patamar de câmbio, você vai acabar fazendo um movimento geral menor nos últimos dias com o câmbio apreciando”, afirmou.

“Continuamos atuando exatamente da mesma forma, mas por alguma razão toda vez que existe uma intervenção e que o final do processo de intervenção é feito com o câmbio apreciando existe uma percepção de que mudou a forma de intervenção”, acrescentou.

Ele disse ainda que quando o Copom fala em normalização da política monetária se refere a caminhar em direção ao juro neutro e acrescentou que se o colegiado fala em normalização parcial “significa que nós não entendemos que esse movimento deva acontecer agora”.

“O ajuste nós temos descrito como ajuste parcial e temos dito que o ajuste mais célere nos faz crer que na verdade fazer mais, e fazer mais rápido, faz com que a intensidade total deva ser menor”.

Ao elevar os juros básicos em 0,75 ponto percentual na última semana, para 2,75%, o Copom afirmou em comunicado que estava iniciando “um processo de normalização parcial, reduzindo o grau extraordinário do estímulo monetário”.

Campos Neto reforçou a mensagem sobre o próximo movimento do Copom. “Fomos bastante transparentes e claros no sentido de que teria que ter alguma coisa muito fora do nosso cenário para que o ajuste fosse diferente, fosse acima de 0,75. Obviamente que poderia ser abaixo também, dependendo do cenário, mas deixamos bem claro que teria que ser uma situação bastante atípica”, afirmou.

Segundo ele, quando a Selic chegou ao patamar de 2% o BC tinha um cenário de crescimento e inflação que não se concretizou, com a atividade no último trimestre do ano vindo acima das expectativas.

“Nós entendemos que precisamos fazer essa normalização parcial em parte porque o juro de 2% estava dentro de um entendimento de um cenário que não ocorreu, por isso normalização parcial”, afirmou.

Questionado se a alta do juro este mês, que veio acima do esperado pelo mercado, já seria um reflexo da sanção da lei que garantiu autonomia operacional ao Banco Central, Campos Neto negou, ressaltando que o BC sempre teve autonomia para agir e que o presidente Jair Bolsonaro nunca manifestou a ele sua opinião sobre o nível da taxa de juros. (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!