COTAÇÃO DE 22/06/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,9650

VENDA: R$4,9660

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,9570

VENDA: R$5,1130

EURO

COMPRA: R$5,9745

VENDA: R$5,9772

OURO NY

U$1.778,62

OURO BM&F (g)

R$286,53 (g)

BOVESPA

-0,38

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Finanças

Operações de crédito pessoal têm spread menor

COMPARTILHE

Segundo BC, inclusão do cadastro em pontuação de crédito levou 41% das pessoas a faixas de menor risco | Crédito: Agência Brasil

Brasília – As operações de crédito bancário pessoal com novos tomadores inscritos no Cadastro Positivo tiveram spread 10,4% menor, em média, do que o praticado em operações com tomadores pessoas físicas fora do cadastro, disse o Banco Central (BC) ontem.

A diferença corresponde a 31 pontos percentuais, considerando uma taxa de juros média de 299% ao ano, destacou o BC em nota, informando que o levantamento foi feito pela autarquia nas operações de crédito pessoal não consignado.

PUBLICIDADE

Citando informações dos birôs de crédito de dezembro de 2020, o BC disse que a inclusão das informações do Cadastro Positivo nas pontuações de crédito das pessoas físicas levou a que 41% dessas pessoas migrassem para faixas de menor risco, enquanto 26% pioraram sua faixa de risco e 33% permaneceram na mesma faixa.

Para as empresas, 30% foram beneficiadas com a migração para faixas de menor risco, enquanto 20% passaram para faixas de maior risco e 50% não sofreram alteração de classificação.

No total, o número de cadastrados no Cadastro Positivo aumentou mais de 15 vezes desde que a inclusão das informações dos clientes bancários e consumidores passou a ser feita de forma automática, salvo manifestação em contrário, disse o Banco Central.

Esse novo formato do cadastro, que reúne informações de adimplência de pessoas físicas e jurídicas, entrou em vigor em meados de 2019, após a aprovação de lei pelo Congresso Nacional e posterior regulamentação pelo governo.

A maior parcela das informações é fornecida pelas instituições financeiras. Neste ano também devem ser incorporados dados disponibilizados por prestadores de serviços de telecomunicações. Também há a previsão de inclusão de informações prestadas por empresas de eletricidade, gás, água e esgoto, ainda sem data definida. (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!