COTAÇÃO DE 05/03/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6825

VENDA: R$5,6835

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6670

VENDA: R$5,8430

EURO

COMPRA: R$6,7719

VENDA: R$6,7732

OURO NY

U$1.698,69

OURO BM&F (g)

R$310,22 (g)

BOVESPA

+2,23

POUPANÇA

0,1159%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais

VIVER EM VOZ ALTA | Das memórias de Afonso Arinos

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Crédito: Divulgação

Rogério Faria Tavares*

Há 12 dias, a Academia Mineira de Letras se despediu, com saudade, de Afonso Arinos de Melo Franco Filho, o quinto sucessor da cadeira de número 29, fundada por Lindolpho Gomes, tendo como patrono Aureliano Pimentel.

PUBLICIDADE

A Lindolpho se seguiram Milton Campos, Pedro Aleixo, Gustavo Capanema e Murilo Badaró, que presidiu a instituição logo após a morte de Vivaldi Moreira. Quando as condições sanitárias permitirem, faremos a tradicional ‘sessão da saudade’ para reverenciar a sua memória e o seu legado.

Diplomata, Arinos Filho foi cônsul em Genebra e embaixador na Bolívia, na Venezuela, no Vaticano e na Holanda. Parlamentar, exerceu mandatos na Assembleia Legislativa da Guanabara e na Câmara dos Deputados, em Brasília. Comunicador social, foi comentarista de política internacional na Rede Manchete de Televisão, entre 1994 e 1999.

Seu pai, o senador Afonso Arinos, também integrou a Casa de Alphonsus de Guimaraens, tendo sido o quarto sucessor da cadeira de número 34, antes ocupada por Juscelino Kubitscheck. A família igualmente presenteou o País com os talentos de seu tio-avô, o escritor Afonso Arinos (um dos principais expoentes da literatura brasileira, autor do clássico livro de contos “Pelo sertão”, publicado em 1898), de seu avô Afrânio e de seu tio Virgílio, entre outros, permanecendo, ao longo do tempo, notável pela inteligência, pela cultura e pelo espírito público, características tão necessárias e tão raras nos dias de hoje.

É de Afonso Arinos pai “A Alma do Tempo”, editado pela Top Books em 2018. O volume reúne os seus cinco livros de memórias: “A alma do tempo”, “A escalada”, “Planalto”, “Alto-mar Maralto” e “Diário de Bolso”. Dele extraio o trecho abaixo, em que se lembra, no estilo elegante de sempre, dos terríveis dias vividos em 1918, no auge da gripe que se abateu sobre o mundo e sobre o Brasil, levando consigo até o presidente da República, Rodrigues Alves que, reeleito para o segundo mandato, não conseguiria tomar posse:

“A grande provação da primeira fase da minha vida verificou-se, também, durante o curso do Pedro II, com a perda sucessiva, a um mês de intervalo, do meu irmão Cesário e de minha mãe. (…) A sucessão angustiosa dos dias e noites durante outubro e novembro, na nossa casa de Copacabana, que se oferecia escancarada ao tufão da desgraça, ainda hoje surge, na minha lembrança, como um redemoinho confuso e dolorido. (…) Com toda a família doente, um irmão e minha mãe morrendo, eu assistia, angustiado e inerme, à grande casa desarvorada rolar à matroca, na tormenta. (…) Meu pai, único que não caiu de cama, pressentia, impotente, aproximar-se o fim do filho que mais queria e o da companheira de 25 anos. (…) De colégio, nem se falava. Nenhum de nós saía à rua, porque não se tinha aonde ir. Era um ambiente estranho, movimentado e absurdo. Um pesadelo. Certa noite eu estava dormindo, vestido, no quarto de Rosa, junto à cozinha. Súbito acordei apavorado, sem saber por quê. Levantei-me de um salto e corri para a sala da frente. Minha mãe morria naquele momento.”

Tomado pelas recordações de Afonso, me pergunto, apreensivo: que memórias teremos que redigir, sobre 2020?

*Jornalista e presidente da Academia Mineira de Letras

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!

FIQUE POR DENTRO DE TUDO !

Não saia antes de se cadastrar e receber nosso conteúdo por e-mail diariamente