COTAÇÃO DE 21-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4550

VENDA: R$5,4550

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,1717

VENDA: R$6,1729

OURO NY

U$1.829,52

OURO BM&F (g)

R$320,53 (g)

BOVESPA

-0,15

POUPANÇA

0,6107%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Direto da Redação

Secult apresenta programas de retomada do turismo e municipalização da cultura no Norte de Minas

COMPARTILHE

" "
Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, localizado no território dos municípios de São João das Missões, Itacarambi e Januária
Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, localizado no território dos municípios de São João das Missões, Itacarambi e Januária. Crédito: Ascom /Secult-MG

Dentro do projeto “Secult no Município”, a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) está no Norte de Minas durante esta semana, com agendas nas cidades de Januária, Montes Claros e Grão Mogol. O primeiro destino foi o município de Januária, nesta quarta-feira (29/9), de onde representantes da Secretaria partiram para se reunir com prefeitos e secretários de Cultura e Turismo da região, mais especificamente os que integram a Instância de Governança Regional (IGRs) Circuito Turístico Velho Chico, que engloba 14 municípios.

O evento ocorreu na sede do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, que fica no território dos municípios de São João das Missões, Itacarambi e Januária, e é gerenciado pelo ICMBio.

PUBLICIDADE




Para Adalto Aquino, presidente da IGR Circuito Turístico Velho Chico e coordenador do Departamento de Turismo da Prefeitura de Mirabela, o encontro entre os municípios e a Secult é importante para o fortalecimento de laços e para a discussão de estratégias para o desenvolvimento dos produtos turísticos da região. “Essa reunião é espaço para construção de soluções. Há alguns anos tentamos consolidar o Parque no turismo nacional e estruturar o processo para o pleito, junto à Unesco, a Patrimônio da Humanidade. Precisamos de pessoas e ações que transformem nossas potencialidades em produtos para o desenvolvimento sustentável do turismo local e geração de renda e emprego. É preciso ter em mente, também, que nossas particularidades precisam ser entendidas e respeitadas, fortalecendo nosso sentimento de pertencimento à região”, destacou.

“Contamos com o apoio da Secult para juntos desenvolvermos o produto turístico do Peruaçu, que vai nos levar a outro patamar econômico. O aprimoramento do uso do potencial deste que é um dos principais atrativos naturais de Minas Gerais, e até do Brasil, vai contribuir também para o avanço e desenvolvimento das comunidades do entorno do Parque e da região”, pontuou Aurélio Vilares, secretário de Turismo, Cultura, Esporte, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico de Januária.

Reviva Turismo e Descentra Cultura

A equipe da Secult apresentou, no encontro, os programas estruturantes da Secult voltados à retomada e ao crescimento do turismo e à descentralização e municipalização dos recursos para a cultura, além do Programa Gerais+Minas, coordenado pela Empresa Mineira de Comunicação (EMC).

Milena Pedrosa, subsecretária de Turismo da Secult, falou sobre as principais diretrizes e estratégias do Reviva Turismo, que se baseia em quatro eixos: biossegurança, estruturação, capacitação e marketing do destino Minas Gerais.




“Turismo é fator de desenvolvimento econômico, cultural e social. No Reviva, temos metas ousadas que só vamos cumprir se trabalharmos na horizontalidade e no coletivo. Atuamos dentro das principais tendências de turismo no momento atual, que são o ecoturismo, de natureza, rural, de experiência, além do nosso principal ativo, que é a mineiridade. Temos que celebrar e aproveitar essa mineiridade para alavancar o setor, que é uma indústria limpa, criativa e tem enorme potencial”, afirmou a subsecretária.

Milena também abordou o Edital Reviva Turismo, que vai investir R$ 10 milhões em 60 projetos para promover o destino Minas Gerais. E ainda comentou sobre as demandas apresentadas no evento com relação ao Parque do Peruaçu. “Aqui vocês já têm um produto turístico fabuloso, só falta embalá-lo para o mercado. Sintam-se abraçados pela Secult, estamos aqui para trabalhar em conjunto”.

O Plano Descentra Cultura Minas Gerais, cujo objetivo é democratizar o acesso aos bens e serviços da cadeia produtiva da cultura, com 30 projetos voltados a todo o estado, foi apresentado por Maurício Canguçu, subsecretário de Cultura da Secult. “Nosso objetivo é ampliar a distribuição de recursos para o interior, para que cheguem à ponta de forma efetiva. Propomos também que a cultura popular seja beneficiada de forma especial, com a própria ação recebendo recursos, a partir de um grande credenciamento de culturas populares, porque, muitas vezes, as comunidades não têm condições ideais para participar de editais e apresentar projetos”, disse. 

Já as estratégias de interiorização da grade de programação da Rede Minas e da Rádio Inconfidência, que compõem a EMC, foram apresentadas por Sérgio Rodrigo Reis, presidente da Empresa. “Minas tem 853 municípios e cada um deles tem uma peculiaridade. Pelo Gerais+Minas, transferimos nossa capacidade de produção para o interior. Teremos novos programas que serão produzidos nos destinos e a forma de chegar nesses destinos é por meio das IGRs. Nossa proposta era chegar a 40 cidades, mas a adesão foi tão grande que já temos demanda de 300 municípios”, apontou.

Sergio também falou sobre o edital Prêmio da Música Popular Mineira, que terá inscrições abertas em breve e que tem o objetivo de reconhecer e divulgar novas vozes de artistas mineiros.

Na programação do “Secult no Município” no Norte de Minas, a equipe participa, nesta quinta-feira (30/9), em Montes Claros, de encontro no Sebrae com representantes da Cultura da região, além de reuniões com gestores municipais, secretários e representantes do trade turístico da IGR Sertão das Gerais. Na sexta-feira (1/10), o destino é Grão Mogol, com reuniões relacionadas aos destinos do Circuito Turístico Lago de Irapé.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!