Washington – O Federal Reserve deve manter as taxas de juros hoje, mas o sólido crescimento econômico combinado com inflação em elevação devem fazer com que o banco central norte-americano continue no caminho de dois novos aumentos neste ano, mesmo após o presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, ter elevado as críticas contra a subida dos juros. O banco central dos EUA promoveu alta nos custos de empréstimo em março e junho, e investidores esperam elevações adicionais em setembro e dezembro. O Fed aumentou os juros sete vezes desde dezembro de 2015. Anúncio – O banco americano vai anunciar sua decisão hoje, na parte da tarde. Não há previsão de entrevista coletiva e somente pequenas mudanças são esperadas comparado ao comunicado pós-reunião do Fed em junho, que enfatizou a aceleração do crescimento econômico, fortes investimentos privados e inflação crescente. “Eles têm as expectativas exatamente onde eles querem”, disse Michael Feroli, um economista do JPMorgan. “Eles podem precisar ajustar as palavras e a linguagem, mas acho que a mensagem geral vai ser a mesma”. A economia dos Estados Unidos cresceu ao ritmo mais rápido em quase quatro anos no segundo trimestre, com consumidores elevando seus gastos e fazendeiros acelerando embarques de soja para a China antes que tarifas comerciais entrassem em vigor no início de julho. A medida de inflação preferida pelo Fed avançou a um ritmo de 2,0% no segundo trimestre, também mostraram os dados.

Comments are closed.