COTAÇÃO DE 16 A 18/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4540

VENDA: R$5,4540

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4700

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,3181

VENDA: R$6,3210

OURO NY

U$1.767,23

OURO BM&F (g)

R$309,68 (g)

BOVESPA

+1,29

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Faturamento da indústria cresce em MG

COMPARTILHE

O desabastecimento de peças e insumos vem prejudicando parte da indústria mineira, como as montadoras de veículos | Crédito: Leo Lara

O aumento do preço das commodities no mercado internacional e a alta do dólar, que incentiva a produção da indústria de transformação mineira, impulsionaram mais um aumento do faturamento do setor industrial no Estado.

A constatação foi feita pela Pesquisa Indicadores Industriais (Index), divulgada ontem pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). Em relação a abril, o faturamento geral da indústria mineira cresceu 2,3% em maio. Se comparado com o mesmo período de 2020, a expansão chegou a 35,3%.

PUBLICIDADE

“Estamos muito próximos de recuperar o patamar que a indústria tinha atingido durante o período pré-pandemia. No acumulado do ano, temos resultados majoritariamente positivos“, afirmou a analista de estudos econômicos da Fiemg, Júlia Silper. Ela credita o sucesso a dois segmentos da indústria mineira: o extrativo e o de transformação.

A especialista explicou que o avanço do preço de commodities como o minério de ferro, cujo preço tem batido recordes no mercado internacional, beneficia o crescimento dos lucros das indústrias extrativas. Já as indústrias de transformação, responsáveis pela produção de equipamentos e máquinas, têm acumulado lucros em função da valorização do dólar frente ao real.

“As indústrias de transformação são beneficiadas na medida em que a alta do dólar incentiva as exportações e promove um processo de substituição de importações de determinados bens por outros produzidos aqui no Estado, o que também aumenta o faturamento desse segmento”, argumentou Júlia Silper.

A pesquisa, no entanto, não revelou quais segmentos dos dois tipos de indústria estão tendo maior peso no aquecimento dos lucros no Estado.

Ouça a análise da analista de estudos econômicos da Fiemg, Julia Silper

Capacidade instalada – Outro índice que revela o bom desempenho da indústria mineira é a estabilidade do índice de utilização da capacidade instalada. Embora tenha caído um pouco de abril quando chegou a 83,4%, passando para 82,7% em maio, a tendência é de estabilização. “É normal que esse índice varie de uma indústria para outra, em alguns meses, mas as variações têm sido pequenas, o que demonstra a tendência de crescimento”, avaliou.

Embora a contratação de mão de obra e número de horas trabalhadas pelos trabalhadores do setor tenha se mantido estável; de olho na retomada da economia mundial, o segmento industrial mineiro tem se mantido otimista.

“Nos próximos meses, a indústria mineira deve seguir com seu processo de retomada. O aquecimento da economia global deve fomentar, especialmente, os setores industriais exportadores, principalmente aqueles relacionados ao ciclo de commodities”, afirmou.

Incerteza – Apesar do otimismo gerado pelo aumento do faturamento, para Júlia Silper, ainda é preciso ter cuidado. Para a analista da Fiemg, embora a economia mundial esteja em ascensão, acumulando bons resultados como acontece na China, atualmente, a economia brasileira ainda vive em clima de incerteza.

“Os altos índices de desemprego, a crise hídrica e o desabastecimento de peças e insumos em alguns setores da indústria, como o automobilístico, por exemplo, causam preocupação e devem ser observados pelos empresários do setor”, afirmou .

Em função dessa instabilidade, a Fiemg vem aconselhando seus associados a buscarem alternativas para economizar energia, evitando o custo de produção, e ficarem atentos às particularidades da economia nacional. 

“Embora estejamos otimistas com a continuidade do crescimento da indústria mineira, estes problemas são vistos como pontos de atenção que podem frear um pouco a expectativa de crescimento”, afirmou.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!