COTAÇÃO DE 13/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,0570

VENDA: R$5,0580

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1500

VENDA: R$5,2590

EURO

COMPRA: R$5,3163

VENDA: R$5,3179

OURO NY

U$1.810,48@

OURO BM&F (g)

R$303,69 (g)

BOVESPA

+1,17

POUPANÇA

0,6672%

OFERECIMENTO

Finanças

Dados alternativos ajudam na tomada de decisão dos investidores

COMPARTILHE

investimentos na bolsa de valores
Crédito: Amanda Perobelli/Reuters

A conta é simples: investidor só aplica seu dinheiro naquilo que ele conhece e confia. Por isso, a antecipação das informações e o cruzamento de vários tipos de dados estão sendo usados cada vez mais para que o investidor antecipe o movimento dos mercados e consiga aumentar o retorno de seus portfólios. É aí que entram em cena os dados alternativos.

De forma geral, esses dados são caracterizados como qualquer dado utilizado para estimar a performance de uma companhia que não seja fornecido pela própria companhia ou por seus analistas, ou seja, são dados complementares aos oficiais. Eles revelam o nível de atividade com mais detalhe e tempestividade e refletem os padrões de consumo da população, o ritmo da atividade econômica e as tendências de cada país, setor ou empresa.

PUBLICIDADE




O sócio-diretor da Belo Investment Research, Paulino Oliveira, explica que “sempre se usou fontes de balanço de empresas e afins, mas hoje em dia há um volume de fontes diversas que tradicionalmente não era usado em larga escala no mercado financeiro. Temos hoje dados de fluxo de pessoas, de conversão e engajamento em redes sociais, de mobilidade, de satélites, que podem trazer uma vantagem para o investidor já que antecipam as tendências do mercado”.

Outro ponto positivo é a rapidez com que os dados alternativos são disponibilizados. “O negócio é que o faturamento das empresas demora muito tempo para ser publicado. Nem sempre tem um detalhamento de quais regiões estão vendendo ou não. Através dessas fontes menos convencionais é possível saber com antecedência, como dados de uso de cartão de crédito, por exemplo, o nível de atividades de venda com poucos dias de atraso do evento gerador do dado, que são as transações”, explica o sócio diretor da Belo Investment Research.

Paulino Oliveira alerta ainda para a questão do sigilo e do anonimato no tratamento de dados que envolve pessoas naturais, como determina a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais.

O uso de dados alternativos cresce na mesma proporção que são disponibilizados. De acordo com um levantamento da Research and Markets, uma das maiores casas de pesquisa do mundo, o mercado global de Dados Alternativos deve atingir a marca de US$ 11,1 bilhões até 2026. Isso demonstra que o investidor que utiliza esse tipo de dados tem uma visão mais contemporânea e aposta em novas tecnologias como estratégia para ter sucesso.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!