COTAÇÃO DE 25/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8200

VENDA: R$4,8210

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8900

VENDA: R$5,0160

EURO

COMPRA: R$5,1520

VENDA: R$5,1546

OURO NY

U$1.853,68

OURO BM&F (g)

R$287,13 (g)

BOVESPA

-0,98

POUPANÇA

0,6724%

OFERECIMENTO

Negócios

Céu-Lar Netimóveis concretiza fusão com Ageville

COMPARTILHE

Criadas em 1978, as duas empresas têm vários pontos em comum, segundo Adriana Magalhães | Crédito: Cristiano Xavier

Novidade no mercado imobiliário. A Céu-Lar Netimóveis oficializou na última quinta-feira, 1º de julho, a fusão com a  Ageville Empreendimentos e Imóveis, entrando no ranking das dez maiores empresas imobiliárias de Belo Horizonte. O anúncio foi feito por Adriana Magalhães, diretora e sócia da Céu-Lar Netimóveis. “Com a fusão estamos dobrando nossa carteira de clientes. Mas vamos manter o nome Céu-Lar Netmóveis”, afirmou.

Criadas em 1978, as duas empresas têm vários pontos em comum, segundo Adriana Magalhães, como a forma personalizada de atendimento aos clientes. “A ideia é construirmos um prédio, mas ainda não decidimos qual será a destinação e as características dele”, afirmou.

PUBLICIDADE




Além disso, ainda segundo Adriana Magalhães, as duas empresas acreditam que a pandemia e a baixa dos juros favoreceram o mercado imobiliário, além de ser valorizado pelas pessoas que procuram fazer bons investimentos. “ E também por quem deseja  mais conforto em seus lares, uma vez que boa parte, mesmo depois da pandemia, vai continuar com home office”, afirmou.

Mudanças

Com a fusão, os clientes da Ageville estão sendo contatados, um a um, para serem cientificados das modificações que deverão ser implementadas. “Já há algum tempo informatizamos todo o nosso sistema. Oferecemos visitas guiadas a distância, onde o corretor mostra pelo celular todo o imóvel, respondendo às perguntas dos clientes, que escolhem quais querem visitar presencialmente”, afirmou

Toda a parte burocrática também já foi informatizada pela Céu-Lar Netimóveis, que pretende ofertar o mesmo sistema para os clientes da Ageville. “Esta digitalização também facilita a análise documental,  evitando que os compradores sejam surpreendidos com algum tributo devido pelo vendedor, ou que os compradores não tenham condições de honrar seu compromisso com o vendedor”, afirmou. 

Conforto

Com a fusão, os clientes da Ageville serão recebidos na sede da Céu-Lar Netimóveis que, conforme, Adriana  Magalhães, oferece mais conforto. “Na Savassi sempre havia problema de estacionamento. Nosso espaço é maior, os clientes encontrarão aqui mais tranquilidade para discutirem seus negócios”, afirmou. 

PUBLICIDADE




Já quem já é cliente da Céu-Lar, ainda conforme Adriana Magalhães, ganhará apenas mais oportunidades de investimento. “Como estamos duplicando nossa cartela de clientes, quem já é atendido pela Céu-Lar vai contar com mais imóveis para investir”. 

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!