COTAÇÃO DE

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6280

VENDA: R$5,6280

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6030

VENDA: R$5,7800

EURO

COMPRA: R$6,7254

VENDA: R$6,7278

OURO NY

U$1.763,38

OURO BM&F (g)

R$319,29 (g)

BOVESPA

+0,34

POUPANÇA

0,1590%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Mineira Maricota amplia participação no exterior

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Com maior aceitação em todas as culturas, o pão de queijo é o item mais exportado | Crédito: Divulgação

Expandir no exterior. Essa é uma das apostas da Maricota para garantir a meta de 15% de crescimento no faturamento em 2019, em relação ao ano passado, alcançando R$ 145 milhões. Com sede em Luz, no Centro-Oeste de Minas Gerais, a empresa já está presente em 17 países, mas sua meta é chegar a 50 até 2025. Este ano, chega a mais dois novos mercados: África do Sul e Colômbia.

De acordo com o diretor comercial da Maricota, Ronaldo Evelande de Oliveira, a empresa investe, anualmente, cerca de R$ 800 mil em participação de feiras internacionais, rodadas de negócios e material de divulgação para chegar a novos mercados no exterior. Este mês, a empresa embarca para três feiras no setor de alimentos, sendo duas nos Estados Unidos (EUA) e uma no Peru.

PUBLICIDADE

“Nos EUA já temos três distribuidores ativos e dois em andamento, mas queremos buscar novos parceiros. Já no Peru não temos presença e a participação na feira pode ajudar a levantar um importador”, afirma.

Entre os 17 países para onde a marca exporta estão representantes de quase todos os continentes, como EUA, Uruguai, Portugal, Angola e China. As exportações representam cerca de 6% do faturamento da Maricota, que este ano deve chegar a R$ 145 milhões.
“Nossa meta é chegar a 50 países e a uma receita das exportações que represente 10% do faturamento da marca”, afirma. De acordo com Oliveira, o principal produto exportado é o pão de queijo, que é o alimento com maior aceitação em todas as culturas.

Segundo o diretor, a Maricota parte de uma mesma base de receita do pão de queijo, mas o produto pode sofrer alterações de acordo com as exigências do mercado em cada país. Apenas a Angola e a Arábia Saudita recebem a linha completa da marca, que inclui produtos como pizza, pratos prontos, pães e salgados.

Este ano, dois novos países estão prestes a receber o pão de queijo da marca. Um deles é a África do Sul, onde o contrato com o importador já está assinado e em fase de registro. O outro é a Colômbia, que receberá o pão de queijo mineiro por meio de uma rede de supermercados. O produto que vai para esse país já está em fase de embalagem.

O crescimento no mercado externo é apenas uma das apostas da Maricota para garantir seu crescimento em 2019. Além disso, aposta em expansão no Brasil e em lançamento de novos produtos. Este ano, já investiu R$ 6 milhões em duas novas linhas de produção para a fabricação de pão de alho e pão de queijo recheado com requeijão e parcialmente assado.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!